28 de julho de 2008

Fonha-se!

Há dias a B-Good comentou aí por baixo (Grrr!) que o fast food só me ia fazer mal, o que se voltou a confirmar, ainda que tenha tentado um atalho mais ou menos saudável. Debalde e quase de balde, já que A Loja das Sopas demonstrou ser mais um exemplo de gestão tal que me ia dando um trongomongo:
- O menu com o pão com queijo fresco. Pode dar-me é uma sopa pequena.
- Desculpe, mas a sopa tem de ser grande.
- Eu pago o menu, mas não precisa de encher a sopa.
- Desculpe mas a sopa tem de ser grande.
- Mas eu não vou comer a sopa toda, vai-se estragar, não é preciso.
- Desculpe, mas vou ter que lhe encher a tigela.
- E se eu lha tirar?
- Meto-lhe o resto numa embalagem à parte.
- Está a brincar, não está?
- Não.
- Oiça, eu não quero e não vou comer a sopa, vou pagar o menu inteiro, vai estar a jogar produto fora, isto não lhe dispara por aí uma campainha algures? Assim, ao longe... vá, ponha só duas conchas.
E pôs. Duas conchas na tigela, duas conchas numa embalagem de plástico e ainda vim carregado com um saco de papel, não sem antes de a empregada da caixa se ter assegurado que lá dentro ia o resto da sopa.

2 comentários:

mary disse...

assim já tinhas lanche: o resto da sopa, fria e numa embalagem de plástico... UMMMM Soa mesmo bem ;)

Pseudo disse...

És um ingrato: não agradeces a generosidade de terceiros, que tu próprio pagaste, e ainda por cima te queixas (de barriga cheia) :)